Conheça Nossa História

A Escola Estadual Presidente Vargas de Dourados, Mato Grosso do Sul, foi criada pela Lei n.º 427, de 2 de outubro de 1951, com o então governador do Estado, Dr. Fernando Corrêa da Costa, recebendo a denominação de Ginásio "Presidente Vargas", para início a partir de 1 de janeiro de 1955.

A área destinada para construção do Ginásio foi doada pelo Professor Celso Muller do Amaral, sendo de 10.000 m2, situada ao sul com a rua Oliveira Marques, ao Norte, com a rua Ciro Melo, a Leste com a rua Hayel Bon Faker e a Oeste, com a rua João Cândido Câmara.

Posteriormente, com a implantação da Lei Federal n.º 5692 de agosto de 1971, o governador do Estado de Mato Grosso, Dr. José M.F. Fragelli, pelo Decreto n.º 2036, de 8 de julho de 1974, publicado no Diário Oficial de 12/07/74, conforme determinação da referida Lei, estabelece a criação da "Escola Estadual de 1.º e 2.º Graus Presidente Vargas", recebendo autorização para funcionamento n.º 120/76 da Divisão de Inspeção e Administração Escolar, órgão competente da Secretaria de Educação e Cultura do Estado. Em 1998 passou a denominar-se Escola Estadual Presidente Vargas.

Ao longo dos anos, esta escola foi ampliada em todos os aspectos: estrutura física, número de alunos, número de professores e funcionários.

Por esta instituição educacional passaram muitos diretores, sendo o primeiro deles, o professor Celso Muller do Amaral (1955 a 1960) e também:

Lísias Fernandes da Cruz (1961 a 1962).

Celso Muller do Amaral (1963 a 1965)

Elda Melo Rocha (1966 a 1968)

Josephine H. Cloppenburg (1969 a 1970)

Blasius Rachor (1971)

Leila Fioravante Rosa (1972 a 1979)

Zazi Brum (1980)

Felix Garcia Torrente (1981)

Marlene Souza Costa (1982)

Amábile Gentile Biazus (1983)

José Zanquettim (1984 a 1985)

Antonio Aparecido Zanfolim (1986 a 1988)

Shirley Canisso Valese (1989 a 1990)

Carlos Muchão Castilho (1991 a 1992)

Salete Cleci Gai Frantz (1993 a 1995)

Ana Serenita de Lima Lange (1996 a 1998)

João Carlos Lopes de Souza (diretora adjunta Sandra M. Médici Lemos – 1999 a 2004

Nei Elias Coinethe de Oliveira (2005 a 2015) (diretora adjunta Marisa da Silva Simão)